Post Image
jul 23, 2020

Promover o ativismo e a consciência social e ambiental dos alunos - Projeto "O Meu Manifesto"


"O MEU MANIFESTO" foi um projeto desenvolvido no Colégio Miramar, em parceria com a disciplina de Educação Moral e Religiosa, e que contou com a participação de cerca de 70 alunos do 8.º e 9.º anos de escolaridade. 

Esta iniciativa teve o propósito de incentivar os jovens a refletirem sobre problemas da realidade social e meio ambiente, no sentido de desenvolverem o seu pensamento crítico e a sua participação cívica.

Na primeira fase do projeto, os alunos conceberam e realizaram um cartaz individual sobre um tema que particularmente os inquietasse. De seguida, foi realizado uma perfomance/protesto em diferentes espaços do Colégio, tendo a forma e os gestos sido escolhidos por cada turma em particular. Este foi, na verdade, o grande desafio do projeto - agir em consciência e levar o protesto para fora da sala de aula. 

Dada a interrupção letiva inesperada, causada pela pandemia do covid-19, não foi possível realizar a exposição interativa programada, estando a sua conceção a cargo dos alunos do 11.º ano do curso de Artes Visuais. Em alternativa, "O MEU MANIFESTO" tornou-se virtual e está agora disponível para o público em geral através da sua webpage e rede social Instagram. Espreita, observa e inspira-te!


Website: https://biaalvesribeiro.com/OMEUMANIFESTO

Instagram: https://www.instagram.com/omeumanifesto/


Testemunhos de alguns alunos sobre o projeto:

 

"Senti-me realizada, uma vez na vida, não fui indiferente. No início estava super nervosa, depois lembrei-me que era o que eu sempre quis fazer, mostrar a tudo e a todos o que me revolta." (E. Saraiva, 8.º ano)

 

(...) foi a primeira vez que realizei uma manifestação para expressar a minha opinião. Apreciei, sobretudo, o facto de podermos selecionar o tema que mais queríamos abordar e de lutar por ele, algo bastante bom e que nos dá mais vontade ainda de querermos lutar. Assim, foi uma experiência bastante interessante e que me fez ter coragem para lutar pelas coisas que mais gosto!" (E. Soeiro, 8.º ano)

 

"Este trabalho foi muito mais do que algo para conseguirmos uma boa nota, para depois guardá-lo numa cave escura e suja, ou até mesmo deitá-lo para o lixo. Este trabalho serviu para nos dar a oportunidade de sairmos da nossa zona de conforto e mostrarmos do que realmente somos feitos, sem filtros. Foi algo para nos dar a noção de que sim, apesar de tudo, ainda existe liberdade. Tratou-se de usar um direito que há muito nos foi dado, mas que a maioria já não dá valor, o direito de MANIFESTAR. Aprender Matemática, Português e outras disciplinas é o esperado, mas há uma coisa que não é comum ser ensinado nas escolas e que acaba por ser ainda mais importante: o facto de nos devermos MANIFESTAR. Este projeto traz-nos isso. Faz-nos refletir sobre um tema, transformar o ideal que queremos transmitir aos outros num cartaz e, por fim, realizar um protesto. Eu acho que quem não quis participar no protesto (manifestação) perdeu a parte mais importante pois, para além de ser a mais divertida, o propósito do cartaz, depois de feito, era não ficar só para nós. É um manifesto, logo tem como objetivo apresentarmo-nos aos outros. Eu senti-me um pouco envergonhado, pois estava a expor-me mas, por outro lado, senti que era algo necessário para ultrapassar as inseguranças e o medo de mostrar quem eu sou." (P. Rodrigues, 8.º ano)





Galeria